Laboratório de dança e filosofia: Documento sensível, integrado no Ciclo investigações coreográficas, Fórum Dança 2015

Sáb. 6 e Dom. 7 de Junho 2015

photo: ana vidigal


Como é que a escrita traduz as sensações, as pequenas percepções e as imagens da dança em linguagem verbal e pensamento conceptual? Como é que a reflexão filosófica sobre a continuidade profunda dos movimentos que fazem a dança, pode intensificar a nossa experiência desse continuum do movimento? Existe, ou não, uma transformação perceptiva quando experimentamos o corpo na dança em ressonância com a linguagem verbal e o pensamento conceptual? E, se não existe, como podemos inventar modos para que essa transformação perceptiva possa acontecer na nossa prática em dança e filosofia? 

O programa deste laboratório integra a reflexão colectiva dos materiais de leitura propostos (Gil, Lepecki, Langer), a experimentação do corpo na dança e a construção do documento sensível como um mapeamento das sensações do corpo que dança pela escrita, desenho e fotografia. O tema deste laboratório consiste no continuum do movimento que sustenta o gesto dançado. O laboratório pode interessar a performers, coreógrafos, artistas visuais, filósofos, investigadores, teóricos da dança e artes performativas, educadores e terapeutas psicossomáticos, praticantes de meditação e artes marciais. 

Este laboratório consiste numa experimentação do corpo na dança, sua documentação e reflexão filosófica. Pela experimentação do corpo na dança, convocamos a escuta e a consciência-desperta (awareness) das sensações, trazendo a quietude (stillness) ao movimento e à presença do corpo. A quietude convoca a imersão do movimento na atmosfera destilada (distillness) das sensações, e não a suspensão do movimento: a quietude desperta no corpo que dança uma “microscopia vibrátil” (Lepecki, 2000). O método experimental consiste na “mudança de escala”, isto é, na passagem da macroscopia para a microscopia dos fenómenos corpóreos (Gil, 2010). Na prática de dança, operamos essa mudança de escala pela escuta e imersão do corpo nas sensações de peso, leveza, sombra, luz, densidade, volatilidade, vibração, calor e pó. Este método compreende os “dois planos de movimento” que definem o “gesto dançado” – o “primeiro plano de movimento” à superfície do movimento visível do corpo e o “segundo plano de movimento” na subterraneidade de um continuum que sustenta o gesto dançado (Gil, 2001). Numa relação de ressonância entre a dança e a filosofia, abordamos os textos selecionados para este laboratório pela leitura e reflexão colectiva: lendo, reflectindo, mapeando conceitos e problemas sobre um plano continuum e subterrâneo que sustenta o gesto dançado e preenche o corpo que dança de presença mais intensa. No limite da sensação, na passagem entre a experimentação do corpo na dança e sua reflexão filosófica, desenvolvemos a prática do documento sensível como um mapeamento das sensações do corpo que dança. Através da escrita, do desenho e da fotografia, o documento sensível cria uma relação de ressonância entre as duas instâncias – dança e filosofia –, preservando a sua autonomia e, ao mesmo tempo, fazendo vibrar os seus fenómenos, imagens e durações. 

Os materiais filosóficos para este laboratórios são os seguintes: 

Gil, J. (2001) 4. O Gesto e o Sentido In: Movimento total: O corpo e a dança (pp.104-130). Lisboa: Relógio d’Água. 
Gil, J. (2002) “The Dancer”s Body” In: Massumi, B. (ed.) A Schock to Thought – Expression after Deleuze and Guattari (pp.117-127). London: Routledge. Gil, J. (2010). 2. Questões de Método In: A arte como linguagem (48-58). Lisboa: Relógio d’Água. 
Langer, S. (1976) “The Dynamic Image: Some Philosophical Reflections on Dance” Salmagundi. 33/34, Dance (Spring-Summer) pp.76-82 http://www.jstor.org/stable/40546920 [accessed 21 October 2013]. 
Lepecki, A. (2000) “Still: On the Vibratile Microscopy of Dance” In: Branstetter, G. & Völckers, H. (eds.) Remembering the Body (pp. 334-366). Ostfildern-Ruit: Hatje Cantz Publishers. 

Estes materiais destinam-se apenas à investigação e estão disponíveis no seguinte link e na secção “teaching documents”: https://unl-pt.academia.edu/AnaMira

Local:

Forum Dança – Associação Cultural 
Travessa do Calado 26 B
1170-070 Lisboa
Telefones 21 342 89 85 | 925 103 596
E-mail geral: forumdanca@forumdanca.pt

Horário e preços:

Horário sábado 16h00 – 20h00 e domingo 11h00 – 18h00 (inclui pausa para almoço) 
Preços 1 workshop: 45€ (até 5 dias antes da data) e 50€ (nos últimos 5 dias antes da data) 

Informações e inscrições:

http://www.forumdanca.pt/semwork/CicloInvestigacoes.pdf
http://www.forumdanca.pt/

Meditação em movimento - Workshop

Data:
Sáb. 15 Nov. 2014, 10:00/17:30 
Dom. 16 Nov. 2014, 10:00/14:00

Local:
União Budista Portuguesa
Avenida 5 de Outubro 122 8º Esq. Lisboa

Workshop:
Este encontro orientado consiste numa experiência do corpo em movimento, através de uma escuta desperta das sensações. Os movimentos serão simples, sensíveis integradores do corpo como um todo e assentes num estudo de práticas psicossomáticas (body-mind centering (Bonnie B. Cohen), técnicas de release, material for the spine (Steve Paxton), alexander technique, anatomia, fisiologia experiencial e zhan zhuang chi kung (Master Lam Kam Chuen).
Através de movimentos lentos, dobrados, estendidos, agachados, grandes ou pequeníssimos, verticais, horizontais...passaremos por entre estados de atenção e desatenção, tentando permanecer na escuta das sensações, tocar e ser tocado por a fluência da vida do corpo. Aqui, onde, ao mesmo tempo, encontramos o movimento e o repouso, procuramos a assertividade e o sustento da relação entre o coração do corpo e da terra. Num ambiente sustentado e calmo, criamos o espaço para a experiência do corpo de cada um no grupo, numa meditação em movimento.
O encontro orientado dirige-se a quem estiver interessado em desenvolver uma consciência-desperta e meditativa ao movimento do corpo, não sendo necessário experiência em dança, meditação, prática psicossomática ou oriental. Os participantes devem trazer roupas largas e confortáveis (incluindo uma camisola), caderno, lápis e água.


After Kaprow: The Silent Room
Coreografia: Rosemary Butcher/Performer: Ana Mira
Foto: Ernest Protasiewicz

Wild Geese
You do not have to be good.
You do not have to walk on your knees
for a hundred miles through the desert, repenting.
You only have to let the soft animal of your body love what it loves.
Tell me about despair, yours, and I will tell you mine.
Meanwhile the world goes on.
Meanwhile the sun and the clear pebbles of the rain
are moving across the landscapes,
over the prairies and the deep trees,
the mountains and the rivers.
Meanwhile the wild geese, high in the clean blue air,
are heading home again.
Whoever you are, no matter how lonely,
the world offers itself to your imagination,
calls to you like the wild geese, harsh and exciting-
over and over announcing your place
in the family of things.


Mary Oliver, Dream Work, Grove Atlantic Inc., 1986 & New and Selected Poems, Beacon Press, 1992.


Número máx. de participantes: 
10

Preço: 
65 euros

Inscrições:
União Budista Portuguesa - a Sede
m Av 5 de Outubro, nº 122, 8º esq, 1050-61 Lisboa
t 213 634 363

e sede@uniaobudista.pt
w www.uniaobudista.pt

Página Facebook:
https://www.facebook.com/events/1474774702800100/





2014 Ano do Cavalo

2014 Ano do Cavalo

Elemento: madeira
Ano Novo: 31 Janeiro 2014

Possam todos os que leiam esta mensagem, encontrarem-se livres de doenças.
Possam todos os que leiam esta mensagem, ser guiados pelo Ano do Cavalo.
Possam todos os que leiam esta mensagem, prosperar ao longo do Ano do Cavalo. Master Lam (2014)

Sobre o ano do cavalo, insights:
http://www.mysticmamma.com/happy-year-of-the-horse-2014-astrology-and-insights/

2013, Ano da Serpente de Água!

Ano Novo 2013-02-10 / 2014-01-31 
Ano da Serpente de Água

Always think before you act. Appreciate what you have.

(Master Lam Kam Chuen, mensagem de ano novo)

Aula Zhan Zhuang Chi Kung, 2ª, dia 20 Agosto, das 10h-11h30

No dia 20 de Agosto, segunda-feira, entre as 10h-11h30 realiza-se uma aula de Zhan Zhuang Chi Kung na Companhia Olga Roriz. 
A aula consiste num momento matinal de prática desta arte como forma de despertarmos o corpo para o dia. 
Através de exercícios simples de relaxamento, alongamento e alinhamento pretende-se fazer circular a energia, praticar a concentração, despertar os sentidos e permanecer na presença do corpo com um sentido de apaziguamento.


Local: 
Companhia Olga Roriz
Rua da Prata, 108
1100-420 Lisboa
t. 218482318 


Link:
http://www.olgaroriz.com/newsletter/COR%20Agosto%202012/index.html

Preço: 
8 Euros 




Foto: is gonçalves

2012, Ano do Dragão










Whole Earth Returns Spring
winter gone mountain clear water sparkles
Spring comes bird sings flower fragrant


Dia 23 de Janeiro é celebrado o Ano Novo Chinês: 2012 Ano do Dragão!